Atualização científica

Efeito do horário de administração da levotiroxina

Sexta-feira, 30 de Novembro de 2018

Efeito do horário de administração da levotiroxina no tratamento do hipotireoidismo: um estudo randomizado cruzado em 3 períodos

MarkoSkelin, Tomo Lucijanić, Ana-Marija Liberati-Čizmeket al.

Fonte: Endocrine. 2018 Nov;62(2):432-439

Objetivo: Hipotireoidismo é um problema clínico comum o qual é tratado com sucesso com hormônio levotiroxina (LT4). LT4 é uma medicação com índice terapêutico estreito e é usualmente administrada com regras estritas, padronizada por mínimo de meia hora antes do café da manhã. O objetivo desde estudo foi investigar um possível efeito de diferentes horários de administração da LT4 na função tireoideana e perfil lipídico.

Métodos: O estudo incluiu pacientes com o diagnóstico de hipotireoidismo primário, os quais estavam utilizando dose estável de levotiroxina. Eles foram randomizados em três diferentes grupos quando ao horário da administração de LT4 de uma maneira cruzada (crossover). Cada regime (horário de administração) teve duração de, pelo menos, 8 semanas; horário do regime A – meia-hora antes do café da manhã; horário do regime B – uma hora antes da principal refeição do dia; horário do regime C: ao deitar (mínimo de 2 h após jantar). Os hormônios (TSH, T3 livre e T4 livre) e o perfil lipídico (triglicerídeos, HDL, LDL, e colesterol total) foram medidos antes do estudo, antes de cada regime de administração, e ao final do estudo.

Resultados: Ao total, 84 pacientes finalizaram o estudo. Diferentes horários de administração da levotiroxina foram não-inferior em comparação com o horário padrão e entre si. As diferenças medianas no nível de TSH basal e o nos diferentes regimes foram: basal vs A = -0,017 (IC95% -0,400 a 0,192); basal vs B = -0,325 (IC95% -0,562 a 0,023); basal vs C = -0,260 (IC95% -0,475-0,000). Não houve diferença estatisticamente significativa entre o TSH, o T4livre ou T3 livre quando comparados entre os três regimes de administração e com o basal. Não houve diferença estatisticamente significativa no perfil lipídico (triglicerídeo, HDL, LDL e colesterol total) quando comparados entre os três regimes e o basal.

Conclusão: Os três horários de administração da LT4 foram igualmente eficientes e oferecem opções adicionais para a individualização do tratamento.